Seguro de smartphone vale a pena?

Você trabalha duro para conseguir dinheiro e atingir seus objetivos. Grandes e pequenos, todos eles custaram tempo e esforço. Comprar um celular top de linha, que custa hoje mais de R$2.000 é algo a ser protegido. Se você não vive em uma grande capital com alto índice de assaltos, o seu aparelho também pode cair no chão a qualquer instante. São riscos constantes. Um seguro de smartphone pode ser útil.

Para não ficar à própria sorte, você deve procurar um bom seguro de smartphone que evitará ter de gastar mais dinheiro comprando outro smartphone. Para saber se isso realmente vale a pena para você, leve esses fatores em consideração:

Avaliação do seguro de smartphone

A primeira coisa a ser feita é entender que em muitas apólices o segurado é ressarcido em apenas 75% do valor especificado em nota fiscal. Isso ocorre normalmente porque o aparelho tem cerca de 25% de depreciação em seu valor em um ano. Se para você, 75% é um valor difícil de repor, analise fazer um contrato assim.

Não esqueça de calcular o preço total do seguro em comparação ao valor do seu smartphone. Ele não pode ser muito alto, pois não valeria a pena. Nesse caso seria melhor comprar outro celular e deixá-lo guardado. Procure fazer um contrato que não supere em muito o valor do aparelho.

Cobertura

Você já derrubou o celular no chão alguma vez? Então sabe muito bem o suspense que é pegá-lo sem saber se espatifou o display ou não. Fora outros problemas igualmente comuns como mal funcionamento de câmera, chip e etc.

Se você optar por uma cobertura mais básica, pode ser que fique sem proteção nestes casos. Cada parágrafo do contrato deve ser bem analisado e você deve entender claramente o que está coberto ou não. Por exemplo: a maioria das apólices não cobre esquecimento de celular, ou roubo de aparelho que estava no carro. Muita atenção!

Como acionar a seguradora

Roubaram o seu celular? Muita calma nesta hora. Assim que possível ligue para a operadora e peça para bloquearem a linha. Hoje, uma pessoa má intencionada com o seu celular pode se passar por você e cometer uma série de outros danos.

Com o bloqueio realizado, procure a Polícia Civil mais próxima para registrar o B.O (Boletim de Ocorrência). Isso pode ser feito pela internet, mas em casos mais extremos recomenda-se o registro presencial.

Com o B.O pronto você deve entrar em contato com a seguradora. Tenha seus documentos em mãos, NF do aparelho e etc. Em pouquíssimo tempo você receberá o dinheiro e poderá comprar outro celular.

Bloqueie o IMEI

Se quiser frustrar o ladrão, basta ligar novamente para a operadora e pedir o bloqueio do iMEI do celular. Se fizer isso com agilidade, você dificulta a negociação do aparelho pois ele não efetuará mais nenhuma ligação ou acessar a internet. Se puder, baixe um App de segurança que limpe os seus dados pessoais remotamente. Assim você consegue inutilizar o aparelho por completo.

O celular já não é mais um simples aparelho para fazer ligações. Ele se tornou um computador completo e caro que você transporta no bolso e está sujeito a uma perda completa a qualquer momento. Alguns modelos podem ultrapassar R$4.000. É uma quantia considerável que pode e deve ser protegida pelo seguro de smartphone.

Gostou deste texto? Inscreva-se em nossa newsletter para receber mais conteúdos gratuitos como este.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on TumblrPin on Pinterest

Newsletter

Que tal receber mais conteúdos no seu e-mail?